Encontro

Dilma e Macri devem se reunir em Buenos Aires em fevereiro, informa portal argentino

Hoje, a chanceler argentina Susana Malcorra receberá o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Mauro Vieira, no Palácio San Martín para almoço e visita oficial

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Pouco mais de um mês depois do primeiro encontro, a presidente Dilma Rousseff e o recém-eleito presidente argentino Mauricio Macri deverão se reunir em fevereiro, em Buenos Aires. De acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (14) pelo portal “Cronista”, a reunião bilateral está sendo preparada, e aponta para uma proximidade maior entre os líderes.

Na reunião entre as duas maiores economias do Mercosul, realizada em dezembro do ano passado, o candidato vitorioso das eleições argentinas pela coalizão Cambiemos deixou uma mensagem positiva sobre as relações entre os países, a despeito de sensíveis diferenças políticas e ideológicas: “se o Brasil vai melhor, a Argentina vai melhor”, disse na ocasião, sustentando a necessidade de melhoria nas relações comerciais entre a dupla.

Hoje, a chanceler argentina Susana Malcorra receberá o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Mauro Vieira, no Palácio San Martín para almoço e visita oficial.

Aprenda a investir na bolsa