AO VIVO A Janela de R$ 1 Trilhão: como se posicionar na Bolsa em momento histórico; assista

A Janela de R$ 1 Trilhão: como se posicionar na Bolsa em momento histórico; assista

Interrogatório

Dilma e Aécio revivem embate eleitoral e trocam acusações em interrogatório; veja o vídeo

Senador do PSDB e presidente afastada tiveram o embate mais aguardado do interrogatório do impeachment

SÃO PAULO – Um dos questionamentos mais esperados nesta segunda-feira (29) no processo de impeachment da presidente afastada foi o do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que perdeu as eleições presidenciais para a petista em outubro de 2014. 

Em seu questionamento, o senador mineiro resgatou falas usadas por Dilma Rousseff desde a disputa eleitoral e criticou o argumento usado pela defesa de que o processo é um golpe e a petista foi eleita legitimamente em 2014 com 54 milhões de votos. “Vossa Excelência recorre aos votos que recebeu como justificativa. Não é salvo-conduto. É delegação que pressupõe deveres e direitos. O maior dos deveres de quem recebe votos é o respeito a leis e à Constituição”, provocou o tucano. Aécio lembrou que, em setembro de 2014, em um debate televisivo, Dilma disse que a inflação estava próximo de zero, mas sempre tinham os pessimistas de plantão. “Não foi o que 2015 mostrou”, afirmou.

Em resposta às declarações de Aécio Neves, Dilma lembrou que, após sua reeleição, uma série de medidas para desestabilizar seu governo foram adotadas. Como exemplo, citou o pedido do PSDB ao Tribunal Superior Eleitoral  (TSE) para que houvesse auditoria nas urnas eletrônicas e nas contas da campanha petista; ela ainda afirmou que vem sendo alvo de “acusações sistemáticas” do tucano. 

PUBLICIDADE

Questionada sobre a situação da economia do país, com a inflação que ultrapassou os 10%, a presidente afastada atribuiu a crise à queda no preço das commodities – como petróleo e minério de ferro – que impactaram na queda de arrecadação. Ela também destacou o cenário internacional afetado, pouco depois de sua reeleição, pela decisão norte-americana de abandonar a politica de expansão fiscal, levando à elevação dos juros americanos e do valor das moedas. “Não foi só o real. Todas as moedas foram atingidas”, afirmou.

Confira o vídeo na íntegra: 

 

(Com Agência Brasil)