Entrevista para Bloomberg

Dilma diz que câmbio vai continuar a flutuar sem intervenção

“Nós não faremos nenhuma política de intervenção porque nós defendemos a política de câmbio flutuante,” disse Dilma em entrevista à Bloomberg ontem no Palácio do Planalto em Brasília

arrow_forwardMais sobre

(Bloomberg) — A Presidente Dilma Rousseff disse que o governo está deixando a taxa de câmbio flutuar e não pretende fazer nenhuma intervenção, mesmo depois da desvalorização do real nos últimos meses.

“Nós não faremos nenhuma política de intervenção porque nós defendemos a política de câmbio flutuante,” disse Dilma em entrevista à Bloomberg ontem no Palácio do Planalto em Brasília. “O que nós estamos fazendo é uma política de câmbio flutuante e vamos continuar a fazê-la.”

Dilma disse que a depreciação do real foi causada pelo fim das política de estímulo monetário nos Estado Unidos, e não por vontade ou ação do governo brasileiro. Quando perguntada se a atual taxa de câmbio a deixava feliz como tem deixado alguns empresários brasileiros, Dilma disse que “em economia, um presidente não pode ficar feliz ou infeliz,” é preciso ser objetivo pois o movimento não ocorre “para te agradar, ocorre apesar da gente.”