Dilma discute crise econômica e comércio em visita a Sarkozy, na França

Em viagem a Europa, ex-ministra apresenta-se a líderes europeus como candidata do PT e analisa as relações entre o Brasil e a UE

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, visitou nesta quarta-feira (16) o presidente francês, Nicolas Sarkozy. Em uma breve reunião, teriam sido discutidos temas como crise econômica, meio ambiente e comércio.

Acompanhada pelo embaixador do Brasil em Paris, José Maurício Bustani, Dilma foi recepcionada no Palácio do Eliseu pelo ministro de Relações Exteriores francês, Bernard Koucher. No encontro com Sarkozy, segundo a própria candidata, teriam sido colocados em pauta os interesses comerciais entre os dois países, a ação conjunta no G-20 para reformar o sistema financeiro internacional, além de assuntos como meio ambiente e parceria estratégica. Dentro deste último tópico, segundo Dilma, a venda dos caças Rafale não foi um dos assuntos tratados.

Antes de ver Sarkozy por cerca de 30 minutos, a ex-ministra se reuniu com a líder do Partido Socialista francês, Martine Aubry. Segundo comunicado do PS, as duas teriam discutido sobre a situação econômica de seus países e sobre a necessidade da regulação das finanças.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo fontes próximas à Dilma, a intenção da viagem é apresentá-la aos líderes europeus como candidata do PT e também analisar as relações entre o Brasil e a União Europeia. A viagem também serve para a produção de imagens na campanha da candidata.

Em sua viagem pela Europa, Dilma vai ainda a Bruxelas, na Bélgica, se encontrar com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso. Depois voa para a Espanha na sexta-feira, para uma reunião com José Luis Zapatero. O percurso termina em Lisboa, em encontro com o primeiro-ministro português José Sócrates.