Buscando apoio

Dilma deve usar CEOs da Vale e Coteminas como “ponte” com o mercado, diz Bloomberg

Segundo a agência de notícias, porém, Murilo Ferreira e Josué Gomes não devem ter cargos no governo caso ela seja eleita

SÃO PAULO – Passado o primeiro turno das eleições, a atual presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) já começa a pensar em como conquistar a parcela dos eleitores que não estão contentes com ela e um dos focos deve ser no mercado financeiro. Segundo fontes citadas pela agência de notícias Bloomberg, a candidata já começa a procurar nomes para fazer essa “ponte” com os investidores.

E dois dos escolhidos devem ser os presidentes da Vale (VALE3; VALE5), Murilo Ferreira, e da Coteminas, Josué Gomes. De acordo com a Bloomberg, o atual governo está avaliando que precisa ter uma ligação maior tanto com o mercado quanto com a indústria. Por outro lado, nenhum deles teria um cargo no governo Dilma.

Os CEOs seriam os embaixadores informais do governo junto a empresários num eventual 2º mandato da Presidente Dilma Rousseff, já que, na avaliação do governo, Ferreira e Gomes estão bem posicionados para ajudar nesta “ponte” porque não são do PT, mas também não têm apoiado a oposição.

A ideia gira em torno da possibilidade dos dois ajudarem a reduzir os temores do mercado e também a explicarem para os empresários quais seriam as novas políticas do governo. Vale destacar que o mercado tem reagido de forma bastante positiva sempre que a petista aparece mal nas pesquisas e no caso da sessão de hoje, o Ibovespa registra ganhos de mais de 5% com o forte crescimento de Aécio Neves (PSDB), que irá disputar o segundo turno contra Dilma.

PUBLICIDADE