A escolha de Dilma

Dilma deve optar por sugestão de Lula no ministério da Fazenda, diz Estadão

Segundo a colunista Sonia Racy, Dilma teria combinado com Lula que a escolha do ministro da Fazenda seria feita por meio de sugestões dele; de acordo com o jornal, a Fazenda terá um nome antes da cúpula do G-20

SÃO PAULO – Os possíveis nomes para o ministério da fazenda do segundo governo de Dilma Rousseff foram vazados estrategicamente ontem, o que suscitaram uma reação positiva no mercado.

Porém, segundo a colunista Sonia Racy, do jornal O Estado de S. Paulo, caso se demore muito para definir quem substituirá Guido Mantega na Fazenda, a expectativa é de que voltará uma forte turbulência. 

Segundo a coluna, que ouviu uma fonte do PT, Dilma teria combinado com Lula que a escolha do ministro da Fazenda seria feita por meio de sugestões dele. E, segundo o Valor Econômico, houve três indicações: Nelson Barbosa, Henrique Meirelles e Luiz Carlos Trabuco.

PUBLICIDADE

Já Arno Augustin deve sair do Tesouro Nacional para trabalhar com Dilma no Palácio do Planalto.

E, segundo matéria do mesmo jornal, a Fazenda terá um nome antes da reunião de cúpula do G-20, marcada para os dias 15 e 16 de novembro, na Austrália. A intenção é acalmar o mercado e desfazer incertezas sobre investimentos e recuperar a credibilidade internacional. Dilma se reuniu ontem no Palácio da Alvorada com diversos nomes do seu governo para discutir medidas econômicas na tentativa de segurar a inflação e acelerar o crescimento do Brasil.