Indo ao exterior

Dilma dará entrevista à imprensa internacional para denunciar “golpe” no Brasil

Segundo o Estadão, Dilma falará à imprensa de seis países diferentes: Le Monde (França), The Guardian (Inglaterra), The New York Times (EUA), El País (Espanha), Página 12 (Argentina) e Die Zeit (Alemanha)

SÃO PAULO – A presidente Dilma Rousseff concederá hoje entrevista a seis jornais estrangeiros, de acordo com informações dos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo. 

Segundo o Estadão, Dilma falará à imprensa de seis países diferentes: Le Monde (França), The Guardian (Inglaterra), The New York Times (EUA), El País (Espanha), Página 12 (Argentina) e Die Zeit (Alemanha).

Dilma deverá reforçar o discurso de que o que ocorre no Brasil hoje é uma tentativa “golpe” à democracia e contra a gestão dela, de forma a angariar apoio para diminuir a pressão por sua saída. Segundo a Folha de S. Paulo, nesta semana, a presidente também escalou os ministros Jaques Wagner (Gabinete da Presidência) e José Eduardo Cardozo (AGU) para também darem entrevistas a veículos internacionais como parte da estratégia.

PUBLICIDADE

Vale destacar que o The Guardian chegou a sugerir a renúncia da presidente, enquanto o The New York Times classificou a explicação de Dilma para a nomeação de Lula no ministério da Casa Civil como ridícula. 

Especiais InfoMoney:

As novidades na Carteira InfoMoney para março

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa