Economia

Dilma: CPMF é melhor solução nesse momento; desafio é resgatar cadeia de petróleo

A presidente disse que realização de leilões de concessões será intensa em 2016, enquanto buscará firmar novos acordos de livre comércio

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Durante reunião do CDES (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social) nesta quinta-feira (28) no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff disse que a prioridade do seu governo é fazer o Brasil voltar a crescer de forma sustentável. Pouco antes de seu discurso, o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, anunciou R$ 83 bilhões em estímulo ao crédito. 

A presidente pediu, durante o discurso, que “reflitam sobre a excepcionalidade do momento, que torna a CPMF a melhor solução disponível”. “Queremos dar perenidade ao equilíbrio fiscal, porque, do contrário, todo o sacrifício que se fizer será novamente exigido daqui a poucos anos”. 

Veja mais em: Barbosa anuncia R$ 83 bilhões em estímulo ao crédito

Aprenda a investir na bolsa

Dilma disse que desafio é resgatar a cadeia de petróleo e gás, assim como melhorar o ambiente de negócios do Brasil. A presidente disse que realização de leilões de concessões será intensa em 2016, enquanto buscará firmar novos acordos de livre comércio. 

A presidente defendeu que a Previdência Social precisa ser sustentável e que é necessário estabelecer o período de transição. “Não somos mais o País de jovens que podia se permitir adiar indefinidamente solução de seus desequilíbrios previdenciários”, disse.

Segundo a presidente, para garantir a estabilidade fiscal de médio e longo prazo, será necessário realizar reformas no gasto público, que garantam a sustentabilidade das políticas, diminuam a rigidez do orçamento e assegurem a eficiência e foco aos programas.