Dilma: candidato do PT à presidência em 2010 pode ser definido até outubro

Michel Temer pressiona petistas; Meirelles não confirma rumores sobre candidatura e diz que Lula ainda o quer à frente do BC

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O candidato petista que disputará a presidência da República nas eleições de 2010 pode ser definido até outubro. A afirmação foi feita pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, nesta segunda-feira (21).

A declaração de Dilma originou-se da entrevista do presidente licenciado do PMDB, Michel Temer (SP), ao jornal O Estado de S. Paulo, na qual Temer cobrou do PT a definição de nomes e alianças para as próximas eleições.

“Entendo o anseio do presidente do PMDB de ter essa decisão até outubro e acho que terá de haver um esforço para ver se é possível. Agora, cada partido tem seu ritmo, o PT tem o dele, o PMDB o dele, os outros partidos que integram também”, avaliou a ministra.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo Dilma, antes de qualquer decisão é preciso avaliar as possibilidades. “Nada a gente pode descartar”, afirmou a ministra – principal nome apontado para substituir o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Meirelles

Também nesta segunda-feira, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou que Lula lhe fez um pedido para que ele continuasse à frente do BC. Sobre os rumores de uma possível candidatura para as eleições de 2010, Meirelles afirmou que decidirá até o dia 2 de outubro se vai ou não se filiar a algum partido político.

“É uma opinião e um pedido do presidente, que, evidentemente, eu tenho a maior consideração, maior respeito, não só por ser presidente da República, mas por ser presidente da República com esse nível de sucesso, tanto na economia quanto na aprovação e, principalmente, por ser um grande amigo pessoal”, declarou o presidente do BC.

Para disputar as eleições do próximo ano, Meirelles tem até o dia 3 para se filiar a algum partido político. Uma vez candidato, ele terá que deixar o posto de presidente do BC em março de 2010.