Cancelado

Dilma cancela pronunciamento na TV temendo Justiça e panelaço

Ele afirma que o discurso que iria ao ar em rede de televisão e rádio deve ser cancelado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Segundo o jornalista Kennedy Alencar, por ora, o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff, que estava marcado para a noite desta sexta-feira (15), foi suspenso por orientação da AGU (Advocacia-Geral da União). Além disso, ele afirma que o discurso que iria ao ar em rede de televisão e rádio deve ser cancelado.

O jornalista afirma que Dilma decidiu não fazer nenhum pronunciamento hoje, mas que a Secom (Secretaria de Comunicação Social) avalia se ocorrerá o discurso amanhã ou se exibirá a fala da presidente apenas nas redes sociais. A Secom não confirmou a orientação da AGU, segundo Kennedy.

Já o jornal O Estado de S. Paulo, afiram que o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, esteve com Dilma no Palácio do Planalto e alertou para o fato de que eles poderiam ter problemas no futuro caso o pronunciamento fosse exibido. Apesar de defender que ela tem a prerrogativa de fazer convocação de cadeia de rádio e TV, o governo preferiu, neste momento, ser mais cauteloso para evitar qualquer tipo de questionamento.

PUBLICIDADE

Além disso, a publicação diz que havia o temor, entre aliados da presidente, de que a fala de Dilma causasse uma onda de panelaços e protestos, o que poderia criar um efeito negativo e influenciar deputados indecisos a votar a favor do impeachment no domingo.

Mais cedo, o Solidariedade, por meio de nota, disse que iria protocolar uma ação civil pública na Justiça Federal de Brasília para tentar barrar o pronunciamento da presidente Dilma. “Não podemos assistir calados Dilma usar a máquina pública em horário nobre para se defender da votação de domingo. A Comissão do Impeachment deu todas as chances para ela ir pessoalmente à Câmara se defender, mas preferiu fazer do Advogado Geral da União garoto de recados”, afirmou o deputado federal Paulinho da Força (SP), presidente nacional do partido.

Ontem, já circulavam na mídia notícias de que Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva iriam gravar uma mensagem em vídeo para denunciar o que chamam de “golpe” em curso no País e tentar passar confiança para a população e parlamentares. Mais cedo o ex-presidente divulgou um vídeo em sua página no Facebook.