RADAR INFOMONEY Programa desta quarta fala sobre a fusão entre Localiza e Unidas e a disparada das ações do IRB - será que o jogo virou para a empresa na Bolsa?

Programa desta quarta fala sobre a fusão entre Localiza e Unidas e a disparada das ações do IRB - será que o jogo virou para a empresa na Bolsa?

Datafolha

Dilma cai 6 pontos e tem 38% das intenções de voto; Aécio e Campos não crescem

O Datafolha mostra que apenas Marina Silva, com 27% das intenções de voto, levaria a eleição para o segundo turno

SÃO PAULO – A Pesquisa Datafolha, revelada neste sábado (5) pelo jornal Folha de S. Paulo, mostrou que a intenção de voto na presidente Dilma Rousseff recuou seis pontos desde o último levantamento, em fevereiro. Ela tem hoje 38% das intenções, ante 44% registrados na pesquisa anterior. Aécio Neves, do PSDB, aparece com 16% e Eduardo Campos (PSB), com 10%. Com isso, ela seria reeleita ainda no primeiro turno em um cenário com os dois adversários mais prováveis à corrida presidencial.

O Datafolha mostra que apenas Marina Silva, com 27% das intenções de voto, levaria a eleição para o segundo turno, com um crescimento de 4 pontos percentuais frente o último levantamento, enquanto Aécio e Campos mantiveram a mesma intenção de voto.

Se um eventual segundo turno ocorresse entre Dilma e Aécio Neves, a atual presidente venceria com 51% dos votos, ante 31%. Em disputa com Campos, ela obteria 50% dos votos, contra 27% do ex-governador pernambucano.

PUBLICIDADE

Conforme ressalta a pesquisa, a deterioração das expectativas com inflação, emprego e poder de compra dos salários ajuda a explicar a queda na aprovação do governo, em meio a uma disparada da frustração com a atuação da presidente. A pesquisa de abril revelou que 63% dos brasileiros entrevistados disseram que ela fez menos pelo País do que eles esperavam. Há pouco mais de um ano, a diferença era de 34%.

A última pesquisa também indicou o maior desejo de mudança dos brasileiros, com 72% querendo que as ações do próximo presidente sejam diferentes das de Dilma, índice parecido com o de 2002, quando o oposicionista Lula venceu a eleição presidencial. Porém, Aécio e Campos não são os mais identificados para essa mudança, sendo o próprio Lula o mais apto para mudar segundo a pesquisa, com 32%. Aécio é citado por apenas 13% e Campos, por 7%. Marina, por 17%, enquanto Dilma atinge 16%. 

O Datafolha ouviu 2.637 pessoas em 162 municípios e margem de erro da pesquisa é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada na Justiça eleitoral com o código BR 00064/2014.