Já é o quarto...

Desta vez, prefeito Fernando Haddad é vaiado em teatro em São Paulo

A manifestação contra Haddad ocorreu após a apresentação, quando o ator Jarbas Homem de Mello, que faz o papel-título do musical, agradecia a presença de autoridades

SÃO PAULO – Mais uma vez, um político petista foi hostilizado na cidade de São Paulo. Desta vez, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, foi o prefeito da capital paulista, Fernando Haddad. 

O prefeito decidiu assistir à peça Chaplin, o Musical na noite do último domingo, no Theatro Net, na Vila Olímpia, Zona Sul. A manifestação contra Haddad ocorreu após a apresentação, quando o ator Jarbas Homem de Mello, que faz o papel-título do musical, agradecia a presença de autoridades.

Haddad estava acompanhado do secretário municipal de Educação, Gabriel Chalita (PMDB). “Percebi que a vaia estava aumentando, disse que estávamos numa democracia, que todo mundo tem o direito de se manifestar, mas que estávamos ali para celebrar Chaplin”, disse o ator ao jornal.

PUBLICIDADE

Depois disso, Jarbas voltou a agradecer o público e se despediu. Em nota, a prefeitura disse que a manifestação foi democrática, conforme o jornal. 

Segundo o jornal, pessoas que estiveram na apresentação também disseram que professores e crianças que assistiram à peça pediram para tirar foto com o prefeito. 

Esta é a quarta manifestação contra petistas em São Paulo nos últimos meses. Em abril, a presidente Dilma Rousseff foi recebida com panelaço em sua chegada ao casamento do cardiologista Roberto Kalil Filho e, pouco depois, o ex-ministro da Saúde e atual secretário municipal Alexandre Padilha foi hostilizado enquanto almoçava em uma churrascaria nos Jardins. Por último, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega foi provocado no sábado retrasado em um restaurante italiano.