Política

“Desculpa esfarrapada dizer que educação e saúde vão perder dinheiro com a PEC do Teto”

Segundo a senadora, o País está quebrado e a PEC é um arranjo para consertar o estrago deixado pelo PT; Ana Amélia falou durante o Fórum Liberdade e Democracia, que ocorreu no último sábado em São Paulo

SÃO PAULO – O País está quebrado e a PEC 241 é um arranjo para consertar o estrago deixado pelo PT, disse a senadora Ana Amélia (PP-RS) durante debate no Fórum Liberdade e Democracia, que ocorreu no último sábado em São Paulo. 

“Desculpa esfarrapada dizer que a educação e a saúde vão perder dinheiro com a PEC 241. Esse ajuste fiscal é necessário. Dilma caiu por todas as estripulias que fez durante sua gestão e a PEC é uma tentativa para colocar o País minimamente de volta aos trilhos. Educação e saúde não vão perder, porque há uma correção e um cuidado em relação a essas matérias”, disse durante o painel “O papel do Estado em uma sociedade aberta”.

Ela comentou sobre o “estrago” deixado pelo PT, que criou 44 estatais em sua gestão. “Mas estatal tem provado no Brasil que não é eficiente e a Petrobras é o exemplo mais claro disso”, disse. 

PUBLICIDADE

Segundo ela, as corporações mais poderosas, que ganham mais, estão pressionado o governo sobre o PEC, dizendo que não presta, mas é preciso ter consciência dessa crise que o País está passando”. “Eu vou concordar com a PEC, porque quem entende minimamente de economia e gestão pública sabe que é necessário tomar agora uma medida com esse grau de emergência. Agora, eu fico triste que o Congresso tenha que fazer o convencimento de uma matéria tão relevante quanto essa”, finalizou.