Derrotado, DEM recorre à Justiça pela cassação de prefeito do Recife

João da Costa é acusado de se utilizar da prefeitura e de propina para conseguir votos; questão de favores também entra em foco

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após perder a corrida pela prefeitura de Recife, o partido Democratas (DEM) entrou com três ações na Justiça para cassar o mandato do prefeito eleito João da Costa (PT).

O partido alega, segundo afirma o coordenador jurídico, Ramiro Becker, que ainda existem três ações em julgamento contra Costa, por supostos crimes eleitorais praticados durante sua campanha política.

Uma das acusações, movida pelo Ministério Público, diz que o prefeito se utilizou da estrutura administrativa da prefeitura para angariar votos para sua campanha, cooptando também servidores públicos.

Vendendo seu peixe

Aprenda a investir na bolsa

As demais acusações movidas pelo DEM, que concorreu com José Mendonça Filho, envolvem irregularidades com uma empresa de limpeza, a Qualix, e o pagamento a eleitores na forma de peixe para que esses votassem em João Costa.