Eleições em SP

Derrota de Haddad em SP é comparada ao “desastre” do impeachment e pode levar a nova debandada de quadros do PT

A derrota terá consequências nacionais, ao agravar o racha interno do partido

SÃO PAULO – Com uma derrota fragorosa nas eleições de 2016, o PT ainda analisa uma de suas primeiras perdas no pleito do último domingo: a joia da coroa, São Paulo. O prefeito Fernando Haddad obteve neste domingo a pior votação de um candidato do PT na cidade e viu o seu adversário João Doria, do PSDB, ganhar no primeiro turno.

Conforme ressalta o jornal O Estado de S. Paulo, a derrota terá consequências nacionais, ao agravar o racha interno do partido, podendo levar a uma nova debandada de seus quadros e escancarando uma crise na legenda sem precedentes. 

O prefeito chegou a afirmar que, se perdesse a eleição, deixaria a vida pública e voltaria a ser professor universitário, o que foi entendido como um recado de que ele também poderia sair da legenda. O que foi negado por ele. 

PUBLICIDADE

Segundo o jornal, a queda do PT da Prefeitura foi comparada pela cúpula da sigla a um desastre tão grande quanto o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Sem a prefeitura de São Paulo, o PT fica ainda mais fragilizado para a disputa do Palácio do Planalto, em 2018. Além disso, não tem plano B para substituir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é réu na Operação Lava Jato e pode virar “ficha-suja”.