Entrevista

Deputado federal mais votado do PR, Sargento Fahur defende privatizações e reformas

Com mais de 35 anos de experiência como policial militar, ele é um dos deputados aliados ao presidente eleito Jair Bolsonaro 

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O deputado federal Gilson Cardoso Fahur (PSD), mais conhecido como Sargento Fahur, foi o mais votado no estado do Paraná e entrou para a lista dos mais votados do país, com mais de 314 mil votos válidos. Entre os mais votados do país também figuram Eduardo Bolsonaro, Joice Hasselman, Tiririca, Marcel van Hattem, entre outros.

Com mais de 35 anos de experiência como policial militar, ele é um dos deputados aliados ao presidente eleito Jair Bolsonaro e ganhou fama pelas suas publicações nas redes sociais – em seu Twitter, por exemplo, ele já chegou a sugerir pena de morte para “bandidos” e o fim das visitas íntimas a detentos.

Essa é a estreia de Fahur na política. Boa parte de suas propostas estão alinhadas com a de Jair Bolsonaro e outros aliados, como por exemplo a redução da maioridade pena de 18 para 16 anos e facilitar o porte de armas.

Aprenda a investir na bolsa

O InfoMoney conversou com o deputado sobre sua posição em relação a 5 das principais pautas econômicas em discussão, como a Reforma da previdência e privatizações. Confira a seguir.

Reforma da previdência e trabalhista
“Sou a favor das reformas, desde que não afetem apenas os menos favorecidos”, disse quando questionado se é a favor ou não.

Sobre possíveis ajustes que faria na reforma da previdência, já em trâmite, ele respondeu: “Sou a favor de uma discussão ampla sobre a parte que atinge ou pode atingir os militares, por exemplo, pois essa categoria tem algum benefício no tempo de serviço, mas não é contemplada com muitos benefícios que outras categorias tem, como a hora extra, carga horária definida, entre outros”.

Quanto à reforma trabalhista, Fahur também disse ser favorável e que seja mantida da forma que foi elaborada, mas que “podem sim haver discussões para modificar alguns pontos, sem atacar a sua essência”.

Privatizações
O Sargento defende a privatização de empresas estatais, com exceção daquelas que considera estratégicas para o governo, como a Petrobras.

Taxação de dividendos e aumento de impostos
Fahur é contra a taxação de dividendos e também o aumento de impostos.

PUBLICIDADE

“Pode-se aumentar a arrecadação com o combate a corrupção e cobrando os grandes devedores de impostos, que devem milhões. O cidadão comum se esforça ao máximo para pagar seus tributos, alguns segmentos da sociedade não pagam em dia e posteriormente são beneficiados com descontos e refis, fazendo de palhaço quem paga em dia”, ele justificou.

A hora de investir na Bolsa é agora: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!