Depois de derrota eleitoral, premiê japonês troca principais ministros

Shinzo Abe alterou os líderes das pastas de Assuntos Exteriores, Finanças, Defesa, Saúde e o Porta-voz do Governo

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em resposta à dura derrota eleitoral sofrida no dia 29 de julho, o premiê japonês Shinzo Abe mudou os principais ministros do seu governo nesta segunda-feira (27).

Para enfrentar a derrota, Abe alterou os líderes das pastas de Assuntos Exteriores, Finanças, Defesa, Saúde e o Porta-voz do Governo.

Com as alterações, nomes conhecidos do governo japonês deixaram seus cargos. Os novos ministros têm um perfil mais sério, pertencem a diferentes facções do Partido Liberal-Democrata (PLD) – grande vencedor das eleições – e possuem idade avançada, em geral com mais de 60 anos.

Alterações

PUBLICIDADE

O titular de Assuntos Exteriores, Taro Aso – foi designado secretário-geral do PDL – e será substituído por Nobutaka Machimura, que já esteve à frente da pasta de Exteriores.

Para Finanças, foi escolhido Fukushiro Nukaga, enquanto no Ministério da Defesa entrará Masahiko Komura, que substitui Yuriko Koike, a primeira mulher à frente da Defesa japonesa. Já o Ministério da Saúde ficará com o antigo comentarista político Yoichi Masuzoe.

O ministro porta-voz, Yasuhisa Shiozaki, deixa o Executivo, e o ex-ministro da Educação Kaoru Yosuno, assume a pasta.