Política

DEM entra com ação no MP questionando uso eleitoral do Palácio do Planalto por Dilma

“A presidente tem feito, sistematicamente, atos políticos no Palácio do Planalto para tentar mostrar que está prestigiada”, disse o líder do Democratas na Câmara

SÃO PAULO – O líder do Democratas na Câmara, deputado Pauderney Avelino (AM), informou nesta sexta-feira (1º) que protocolou no Ministério Público Federal uma representação contra a presidente da República por improbidade administrativa, por conta do “uso eleitoral da estrutura do Palácio do Planalto por Dilma Rousseff”.

“A presidente tem feito, sistematicamente, atos políticos no Palácio do Planalto para tentar mostrar que está prestigiada”, disse. “Nós consideramos que esses atos políticos lembram atos de campanha eleitoral”, completou.

Na representação, o partido argumenta que a conduta fere os princípios da moralidade e da impessoalidade inerentes ao cargo e expressos na Constituição Federal. Além da estrutura, o parlamentar “questiona o uso de recursos públicos para que Dilma tente defender-se do processo de impeachment em análise na Câmara”.

PUBLICIDADE

O vice-líder do governo, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), negou a acusação contra o governo e afirmou que a representação do líder do DEM “é um atestado que a oposição perdeu o rumo”. “A oposição ainda está no sentimento de 2014, quando foi derrotada na eleição. Eles não aceitaram a derrota e perderam o rumo”, declarou.