Não é ''bobagem''

Delfim sobre caso Santander: ninguém mais vai acreditar em qualquer informe sobre Brasil

De acordo com Delfim, o conteúdo do polêmico informe enviado a clientes em que afirmava que uma reeleição de Dilma Rousseff poderia ter consequências ruins para a economia é bobagem, mas as consequências não

SÃO PAULO – Em entrevista ao programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, o economista e ex-ministro da fazenda Delfim Netto, comentou sobre a polêmica causada no mercado pelo informe enviado a clientes Select pelo Santander, em que afirmava que uma reeleição de Dilma Rousseff poderia ter consequências ruins para a economia. 

Delfim afirmou: “o que o banco escreveu é bobagem, mas suas consequências, não. A partir da politização do caso pelo governo e da demissão pelo banco do analista que produziu o relatório, ninguém mais vai acreditar em qualquer informe de banco sobre a economia brasileira”.

Vale ressaltar que, com o informe, destacou-se que muitos bancos nacionais e estrangeiros, corretoras e fundos disseram que decidiram não fazer mais comentários públicos sobre política. Segundo matéria da Bloomberg, alguns expressaram temor de sofrer retaliações por parte do governo e todos pediram para ter seus nomes ocultados.

PUBLICIDADE

O pedido público de desculpas por parte do Santander na semana retrasada desencadeou medidas por parte de pelo menos dois dos maiores bancos do País sobre o que seus analistas podem e não podem dizer, destacou a Bloomberg.