Lava Jato

Delcídio não tem condição moral de voltar ao Senado, diz OAB

O senador ficou preso durante 87 dias acusado de tentar obstruir as investigações da Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Claudio Lamachia, afirmou que Delcídio do Delcídio (PT-MS) não tem “condições morais” atualmente para reassumir a sua vaga no Senado. O senador ficou preso durante 87 dias acusado de tentar obstruir as investigações da Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, Lamachia acredita que impedir o retorno de Delcídio ao Legislativo seria bom para as apurações do esquema de corrupção na Petrobras (PETR3; PETR4). 

“As gravações tornadas públicas que mostram o teor da atuação do senador Delcídio do Delcídio em favor de um dos envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras são motivo para que ele não reassuma seu mandato”, teria afirmado o presidente da entidade.

Na última sexta-feira (19), Delcídio foi solto pela PF em meio a notícias – negadas pelos seus advogados – de que ele assinaria a delação premiada. A assessoria do senador disse ao Estado de S. Paulo que o senador não irá retomar suas atividades amanhã. As informações são de que ele ficará reunido com advogados para avaliar algumas das restrições impostas pela decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Teori Zavascki, para a sua soltura. Uma das determinações que serão avaliadas é a necessidade de que Delcídio permaneça recolhido à noite. 

Leia também:

InfoMoney atualiza Carteira para fevereiro; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

Aprenda a investir na bolsa