Política

Delcídio confirma que chapa Dilma-Temer recebeu propina na campanha de 2014

De acordo com as apurações do Estadão, a fala de Delcídio reitera a acusação do executivo Otávio Marques de Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez

SÃO PAULO – Em depoimento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o senador cassado Delcídio Amaral (sem partido-MS) confirmou na terça-feira (11), que a campanha da chapa Dilma Rousseff e Michel Temer à Presidência da República em 2014 foi abastecida com dinheiro desviado da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com as apurações da publicação, a fala de Delcídio reitera a acusação do executivo Otávio Marques de Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, que já havia afirmado em depoimento que houve pagamento de propina disfarçado de doação oficial à campanha de 2014.

O jornal, citando fontes próximas da investigação, afirma que o ex-senador disse ter certeza de que recursos oriundos de propina abasteceram a campanha da chapa Dilma-Temer em 2014 e que seria pouco provável que a petista não tivesse conhecimento do esquema. Delcídio ainda teria dito que a maior parte do dinheiro desviado de Belo Monte teria ido para o PMDB.

PUBLICIDADE