Mais delações

Delcídio acusa governo de ter tentado comprar o seu silêncio, diz Veja

Nos diálogos aos quais a revista teve acesso, Mercadante oferece ajuda financeira à família de Delcídio e promete usar a influência política do governo junto ao Senado e ao STF para tentar evitar a cassação do senador e conseguir sua libertação

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em seu acordo de delação premiada, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) acusou o ministro Aloizio Mercadante de lhe oferecer ajuda financeira, política e jurídica em troca de seu silêncio, de acordo com informações da revista Veja.  Segundo Delcídio, Mercadante agira a mando de Dilma. 

Nos diálogos aos quais a revista teve acesso, o ministro da Educação oferece ajuda financeira à família de Delcídio e promete usar a influência política do governo junto ao Senado e ao Supremo Tribunal Federal para tentar evitar a cassação do senador e conseguir sua libertação. Segundo a revista, Mercadante deixa claro ao assessor que vai tentar “construir com o Supremo uma saída” para Delcídio, citando até o ministro do STF Ricardo Lewandowski. O ministro afirmou que o presidente do Supremo poderia libertar o senador por meio de liminar, durante o fim do recesso do Judiciário. 

De acordo com a Veja, o ministro não tratou diretamente com o senador, que já estava sob a custódia da polícia, mas com um assessor da estrita confiança do senador, José Eduardo Marzagão. As conversas foram gravadas por Marzagão e entregues à Procuradoria-Geral da República por Delcídio, que, em depoimento formal, disse que o ministro agira a mando de Dilma. Ao ser chamado para uma conversa com um desafeto de Delcídio, Marzagão resolveu gravar tudo, como medida de precaução. 

PUBLICIDADE


Especiais InfoMoney:

Como o “trader da Gerdau” ganhou meio milhão de reais na Bovespa em 2 meses 

InfoMoney faz nova atualização na Carteira Recomendada de março; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa