Lava Jato

Delação do Delcídio pode ‘ressuscitar’ mensalão com depoimento de Marcos Valério

O senador acusou Lula de participar de uma manobra para comprar o silêncio de Marcos Valério, condenado a quase 40 anos no processo do mensalão

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A PGR (Procuradoria-Geral da República) vai chamar o lobista Marcos Valério para depor depois de delação de Delcídio do Amaral trazer denúncias contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, podendo resultar na reabertura das investigações do mensalão, que levou à prisão do ex-ministro José Dirceu e outros ex-dirigentes do PT, segundo informações do jornal O Globo

Num dos depoimentos, o senador acusou Lula de participar de uma manobra para comprar o silêncio de Valério, condenado a quase 40 anos no processo do mensalão. Na declaração do dia 12 do mês passado, o senador sugeriu que Lula tomou conhecimento e avalizou uma manobra de líderes do PT para barrar uma possível delação de Marcos Valério durante as investigações da CPI dos Correios sobre o mensalão em 2006. Para manter silêncio, Valério teria cobrado R$ 220 milhões de Lula. Ele teria, de fato, recebido o dinheiro, mas não se sabe se em parte ou todo o montante exigido, disse Delcídio. O senador disse ainda que os pagamentos teriam sido feitos possivelmente no exterior por empreiteiras envolvidas em fraudes na Petrobras, citando a Odebrecht, OAS e Queiroz Galvão.

As ordens para pagamento no exterior teriam partido de José de Filippi Júnior, tesoureiro da campanha de Lula em 2006. Delcídio disse que soube dos pagamentos por pessoas do governo e do mercado, mas não revelou os nomes dos interlocutores.

Aprenda a investir na bolsa