Rebateu

‘Déficit é inquestionável’, diz Meirelles sobre relatório da CPI da Previdência

Como mostrou nesta sexta a colunista Sonia Racy, o relator da CPI ainda tentou incluir o indiciamento de Meirelles e Eliseu Padilha no texto

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira, 27, que o déficit da Previdência é “inquestionável”, em reação ao relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência instaurada no Senado Federal, que apontou inexistência de rombo nas contas da área.

Como mostrou nesta sexta a colunista Sonia Racy, o relator da CPI, senador Hélio José (Pros-DF), ainda tentou incluir, numa segunda versão do texto, o indiciamento de Meirelles e do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, por terem dado “informações falsas” sobre a Previdência.

Ao ser perguntado sobre a tentativa de indiciamento (barrada pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá, do PMDB-RR), Meirelles reagiu dizendo ser um “equívoco”. O ministro ainda criticou “pessoas que tentam esconder” a realidade das contas.

PUBLICIDADE