Supremo

Defesa de Lula pede soltura do ex-presidente após decisão de Marco Aurélio Mello

A decisão de Marco Aurélio Mello atendeu a um pedido do PCdoB, que tinha uma liminar pendente no Supremo

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva fez uma petição requerendo a soltura do ex-presidente logo depois da decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Marco Aurélio Mello, que concedeu uma decisão liminar para a soltura dos presos após condenação em segunda instância.

A petição foi apresentada às 14h48 (horário de Brasília). 

A decisão de Mello atendeu a um pedido do PCdoB, que tinha uma liminar pendente no Supremo. Havia ainda outros pedidos, um do Patriota e outro da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), que já haviam sido apreciados pelo plenário.

PUBLICIDADE

Na última segunda-feira, o presidente do Supremo, Dias Toffoli, marcou para dia 10 de abril de 2019 o julgamento que deve definir o entendimento do STF sobre a prisão após condenação em segunda instância.

Desde 2016, o Supremo entende que a prisão após condenação em segunda instância é possível, mas não há um entendimento sobre o assunto, que deve ser retomado em abril do ano que vem.

Lula está detido na carceragem da Polícia Federal desde abril deste ano, onde cumpre pena de 12 anos e 1 mês de prisão pela condenação no caso do triplex em Guarujá (SP). 

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!