Debate entre presidenciáveis na Globo teve influência praticamente nula, diz MCM

Sem embates diretos entre Dilma Rousseff e José Serra, nem comentários sobre o caso Erenice Guerra, evento foi "morno"

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O debate entre os candidatos à presidência da República não será determinante para um possível segundo turno, afirma a equipe da MCM Consultores. “Do ponto de vista da influência que poderia exercer sobre os eleitores, o debate foi um não evento”, diz a equipe.

No programa transmitido na noite de quinta-feira (30) pela TV Globo, nenhum dos candidatos se sobressaiu. Os líderes das pesquisas de intenção de voto, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), prefiriram não fazer questionamentos diretos. Por sua vez, o caso Erenice Guerra não foi sequer citado, contribuindo para um embate “bastante morno”.

Embora a vitória de Dilma logo no primeiro turno seja o desfecho mais provável, a diminuição da vantagem da petista frente aos adversários nas últimas pesquisas pode abrir precedentes para novos resultados. A equipe de consultores lembra que fatores como abstenção, documentação incorreta ou oscilações de última hora poderiam levar à um segundo turno.

Aprenda a investir na bolsa