Corrida eleitoral

Datafolha mostra empate entre os que conhecem candidatos; Eurasia vê reeleição” apertada”

Consultoria Eurasia vê chance bastante significativa, de 70%, de Dilma Rousseff ganhar a eleição no segundo turno; Datafolha apontou que boa parte dos eleitores ainda não conhece candidatos

SÃO PAULO – O Vox Populi e o Ibope apontaram as tendências da disputa eleitoral, divulgando suas pesquisas na véspera do feriado, mas o Datafolha e o Eurasia Group também fizeram pesquisas sobre a disputa eleitoral, divulgando-as na véspera.

A consultoria Eurasia Group, com sede em Washington, divulgou na última segunda-feira (21), que Dilma Rousseff ainda tem uma chance bastante significativa, de 70%, de ganhar a eleição no segundo turno, mas a disputa vem ficando mais acirrada. 

Ao contrário das últimas três eleições, em que o PT (Partido dos Trabalhadores) venceu com folga, a disputa deve ser mais apertada. A Eurasia prevê uma vitória da atual presidente com quatro a seis pontos de vantagem, o que significa uma margem mais estreita que os 13 a 22 pontos das eleições anteriores. 

PUBLICIDADE

Os presidentes que possuem taxa de aprovação pela escala binária, medindo apenas aprovação e reprovação entre 40% e 60% seis meses antes das eleições são reeleitos em 85% das vezes. O relatório cita a última pesquisa do Ibope, que mostra a taxa de aprovação de Dilma caindo de 51% em março para 47% em abril, mas ainda dentro da margem do estudo.

Enquanto a taxa de aprovação da presidente vem caindo, Dilma ainda não alcançou um nível que consideraríamos crítico para as chances de a presidente vencer a eleição”, destacou o relatório.

Por outro lado, o Datafolha destacou, em outra pesquisa eleitoral, que o cenário está bastante incerto. A pesquisa apontou que apenas 17% dos entrevistados afirmaram conhecer pelo menos um pouco os principais candidatos à presidência, Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

Entre os que conhecem, o cenário também é indefinido. Campos tem 28% das intenções de voto, Dilma, 26%, e Aécio, 24%. O Datafolha definiu margem de erro de 5 pontos percentuais para mais ou para menos, o que os coloca em uma situação de empate técnico. 

No panorama geral, a presidente Dilma fica com 43% das intenções de voto e, na simulação do segundo turno entre Dilma e Aécio, considerando apenas os entrevistados que possuem conhecimento dos candidatos, ele ficaria com 47% dos votos contra 31% de Dilma. Entre Dilma e Campos, ele teria 48% e Dilma, 31%. 

Ao substituir Dilma por Lula entre os que conhecem bem os candidatos, ele aparece com 32% das intenções de voto, enquanto Aécio e Campos possuem 23% cada um.