Pesquisa eleitoral

Datafolha: Lula chega a 39% e, sem ele, Bolsonaro lidera com 22%; Alckmin cresce no 2º turno

Para o levantamento, foram entrevistados 8.433 eleitores em 313 municípios brasileiros nos dias 20 e 21 de agosto

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A primeira pesquisa Datafolha após o registro das candidaturas ao Palácio do Planalto e divulgada nesta quarta-feira (22) mostrou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece com 39% das intenções de voto.

Em um cenário com o ex-presidente, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) mantém o segundo lugar com 19% dos votos. Aparecem embolados no terceiro lugar Marina Silva (Rede, com 8%), Geraldo Alckmin (PSDB, 6%) e Ciro Gomes (PDT, 5%)

Alvaro Dias (Podemos) tem 3% e João Amoêdo (Novo) aparece com 2%. Os candidatos Henrique Meirelles (MDB), Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota) e Vera (PSTU) aparecem com 1% das intenções de voto. João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. Os entrevistados que declararam que vão votar branco, nulo ou em nenhum dos nomes foram 11%. Outros 3% disseram não saber em quem votar.

Aprenda a investir na bolsa

Já no cenário sem o petista, condenado em segunda instância, o que deverá tirá-lo da disputa presidencial, Bolsonaro tem 22% das intenções de voto. Já Marina e Ciro aparecem com 16% e 10%, respectivamente. Alckmin também sobe para 9%, empatando na margem com Ciro. 

O nome de Fernando Haddad, provável substituto de Lula na disputa, aparece com 4% das intenções de voto nesse cenário, empatado com Alvaro Dias (PODE). Vale destacar que, quando questionados sobre o tema, 48% afirmaram que não votariam num candidato indicado por Lula. Já 31% o fariam, enquanto 18% disseram “talvez”.

Por outro lado, Haddad não é conhecido por 27% dos eleitores, contra 59% que já ouviram falar do ex-prefeito paulistano. Em comparação, Lula é conhecido de 99% dos ouvidos, Marina, por 93% e Alckmin, por 88%. O ex-prefeito de São Paulo também registra baixa rejeição: 21%.

Os candidatos João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) aparecem com 2%, Vera (PSTU), Cabo Daciolo (Patriota), Guilherme Boulos (PSOL) e João Goulart Filho (PPL) com 1%, enquanto Eymael (DC) obteve 0%. Os eleitores que declararam voltar em branco, nulo ou nenhum dos nomes são 22%, enquanto não sabem 6%. A pesquisa foi registrada no TSE com o número BR- 04023/2018.

Para o levantamento, foram entrevistados 8.433 eleitores em 313 municípios brasileiros nos dias 20 e 21 de agosto. A margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos.

Cenário com Lula

PUBLICIDADE

Lula (PT): 39%
Jair Bolsonaro (PSL): 19%
Marina Silva (Rede): 8%
Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
Ciro Gomes (PDT): 5%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
João Amoêdo (Novo): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera (PSTU): 1%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos/nenhum: 11%
Não sabe: 3%

Cenário com Haddad

Jair Bolsonaro (PSL): 22%
Marina Silva (Rede): 16%
Ciro Gomes (PDT): 10%
Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
Alvaro Dias (Podemos): 4%
Fernando Haddad (PT): 4%
João Amoêdo (Novo): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Vera (PSTU): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
João Goulart Filho (PPL): 1%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos/nenhum: 22%
Não sabe: 6%

Segundo turno

Já para o segundo turno, Lula segue à frente de todos os seus adversários: por 53% a 29%, contra Alckmin; 52% a 32%, contra Bolsonaro; e 51% a 29%, contra Marina.

Sem o petista, contudo, Alckmin tem melhores notícias. Ele deixou o empate e derrota Bolsonaro (38% a 32%) e Ciro (37% a 31%), e viu seu resultado melhorar um pouco na simulação de segundo turno contra Marina (41% a 32%). Seu resultado melhor é contra Haddad, com o tucano batendo o petista por 43% a 20%.

Haddad também é derrotado por Bolsonaro (38% a 29%). Ciro, por sua vez, empata na margem com Bolsonaro (38% a 35%), que perde de Marina (45% a 33%).

Confira as 10 simulações do Datafolha para o segundo turno

Lula X Alckmin: 48% a 27% em abril; 53% a 39% em agosto
Lula X Marina: 46% a 32% em abril; 51% a 29% em agosto
Lula X Bolsonaro: 48% a 31% em abril; 52% a 32% em agosto
Marina X Bolsonaro: 44% a 31% em abril; 45% a 34% em agosto
Alckmin X Ciro: 32% a 32% em abril; 37% a 31% em agosto
Alckmin X Bolsonaro: 33% a 33% em abril; 38% a 33% em agosto
Marina X Alckmin: 44% a 27% em abril; 41% a 33% em agosto
Ciro X Bolsonaro: 35% a 35% em abril; 38% a 35% em agosto
Alckmin X Haddad: 37% a 21% em abril; 43% a 20% em agosto
Bolsonaro X Haddad: 37% a 26% em abril; 38% a 29% em agosto

PUBLICIDADE