Eleições

Datafolha divulgará pesquisa eleitoral no próximo sábado e promete agitar mercado

TSE divulgou na noite da véspera o registro do Datafolha para a realização de pesquisa eleitoral; serão entrevistados 2.630 eleitores em 162 municípios

SÃO PAULO – O instituto de Pesquisa Datafolha divulgará pesquisa eleitoral para a presidência no próximo sábado (5), de acordo com informações do site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A pesquisa foi contratada pela empresa Folha da Manhã, sociedade gestora de participações sociais que controla os jornais Folha de S. Paulo e Agora São Paulo.

O Tribunal divulgou em seu site na última segunda-feira (31) o registro do Datafolha, de número BR-00064/2014, para realização de pesquisa eleitoral. A entrevista com 2.630 eleitores será realizada entre os dias 2 e 4 de abril, sendo divulgada no próximo dia 5.

Serão realizadas entrevistas em 162 municípios, localizados nas seguintes unidades da federação: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Bahia, Alagoas, Sergipe, Ceará, Distrito Federal, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão, Goiás, Tocantins, Pará, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas e Rondônia. 

PUBLICIDADE

O TSE ainda divulgou o questionário completo a ser aplicado, com perguntas espontâneas e estimuladas sobre qual será a opção de voto dos eleitores para presidente. 

Além disso, também serão feitas perguntas avaliando o governo da presidente Dilma Rousseff. Dentre as perguntas, está: “presidente Dilma Rousseff completou três anos e três meses de governo. Na sua opinião, a presidente Dilma Rousseff está fazendo um governo: ótimo, bom, regular, ruim, péssimo, ou não sabe? [estes últimos dentre as opções cabíveis)”.

Além do Datafolha, o instituto Gualberto, Orrico e Caliman também divulgará pesquisa eleitoral para presidência, entrevistando 400 eleitores.

Vale ressaltar que as novas pesquisas eleitorais devem movimentar bastante o mercado. Os rumores de que os candidatos da oposição teriam crescido na preferência dos eleitores na pesquisa Ibope divulgada no último dia 20 de março impulsionou as ações das estatais brasileiras, que subiram forte indicando a insatisfação do mercado com as medidas adotadas por Dilma Rousseff. Contudo, a pesquisa Ibope não revelou uma mudança significativa no quadro eleitoral. 

Na última quinta-feira (27), bastou ser divulgada pesquisa do mesmo instituto apontando queda da popularidade de Dilma para as ações das estatais dispararem novamente