Pesquisa eleitoral

Datafolha: Bolsonaro chega a 35% e aumenta vantagem para Haddad para 13 pontos

Disputando o terceiro lugar, Ciro Gomes manteve 11% enquanto Geraldo Alckmin oscilou negativamente para 8%

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Seguindo a tendência das últimas pesquisas, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) voltou a oscilar positivamente na pesquisa Datafolha desta quinta-feira (4), passando de 32% para 35%. Enquanto isso, Fernando Haddad (PT) segue na segunda posição, com 22% das intenções, contra 21% no último levantamento.

Em seguida seguem embolados os candidatos Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), com o primeiro mantendo 11% pela terceira vez. Já o tucano aparece agora com 8%, ante 9% na pesquisa anterior. Marina Silva segue o cenário de perda de força das últimas semanas, agora com 4%.

Mais cedo, o mercado brasileiro foi impulsionado com um vazamento dos números, que davam exatamente 35% para Bolsonaro, mas colocavam Haddad com 23% das intenções (confira aqui como foi o desempenho do Ibovespa nesta quinta).

PUBLICIDADE

Confira os números:

Jair Bolsonaro (PSL): de 32% para 35%
Fernando Haddad (PT): de 21% para 22%
Ciro Gomes (PDT): manteve 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): de 9% para 8%
Marina Silva (Rede): manteve 4%
João Amoêdo (Novo): manteve 3%
Alvaro Dias (Podemos): manteve 2%
Henrique Meirelles (MDB): manteve 2%
Cabo Daciolo (Patriota): de 2% para 1%
Guilherme Boulos (PSOL): manteve 0%
Vera Lúcia (PSTU): manteve 0%
João Goulart Filho (PPL): manteve 0%
Eymael (DC): manteve 0%
Branco/nulos: de 8% para 6%
Não sabe/não respondeu: manteve 5%

O Datafolha ouviu 10.930 eleitores em 389 cidades do país na quarta e nesta quinta (4). A margem de erro do levantamento, contratado pela Folha e pela TV Globo, é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

Votos válidos
O Datafolha também fez o levantamento considerando apenas os votos válidos, ou seja, excluindo os eleitores que vão votar em braco ou anular, além dos indecisos. Confira:

Jair Bolsonaro (PSL): 39%
Fernando Haddad (PT): 25%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
Marina Silva (Rede): 4%
João Amoêdo (Novo): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%

Rejeição

Já sobre a rejeição, os números se mantiveram próximos aos apresentados no último levantamento, com Bolsonaro mantendo 45% de eleitores que disseram que não vão votar nele no próximo domingo. Já Haddad oscilou dentro da margem de 41% para 40%.

PUBLICIDADE

Confira os números:

Bolsonaro: manteve 45%
Haddad: de 41% para 40%
Marina: de 30% para 28%
Alckmin: manteve 24%
Ciro: de 22% para 21%
Meirelles: manteve 15%
Boulos: de 15% para 14%
Cabo Daciolo: manteve 14%
Vera: manteve 13%
Alvaro Dias: manteve 13%
Eymael: manteve 12%
Amoêdo: de 12% para 11%
João Goulart Filho: manteve 11%
Não votaria em nenhum: de 3% para 2%
Poderia votar em todos: de 1% para 2%
Não sabe/não respondeu: manteve 4%

Segundo turno

O Datafolha voltou a reduzir os cenários de segundo analisados para  apenas 4, contra 6 na última pesquisa. No cenário mais provável de acontecer, Bolsonaro está numericamente à frente de Haddad, 44% contra 43%, mas empatado tecnicamente.

Já contra Alckmin, também há empate, mas com o deputado atrás nos números, enquanto contra Ciro Gomes, o candidato do PSL perde por 6 pontos. Em um eventual segundo turno entre PT e PSDB, os dois candidatos estão empatados no limite da margem de erro, com o tucano na frente. Confira:

Bolsonaro 44% x 43% Haddad (branco/nulo: 10%; não sabe: 2%)
Ciro 48% x 42% Bolsonaro (branco/nulo: 9%; não sabe: 2%)
Alckmin 43% x 42% Bolsonaro (branco/nulo: 13%; não sabe: 2%)
Alckmin 42% x 38% Haddad (branco/nulo: 17%; não sabe: 3%)

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!