AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CFO da Iguatemi fala sobre os números da empresa e o futuro dos shoppings; assista

Por Dentro dos Resultados: CFO da Iguatemi fala sobre os números da empresa e o futuro dos shoppings; assista

Danske Bank acredita que ataque entre Coreias deve ter pouco impacto nas bolsas

Ataque desta terça é visto como tentativa de forçar a comunidade internacional a retomar as conversas com a Coreia do Norte

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em relatório publicado nesta terça-feira (23), o Danske bank afirmou que apesar de um comportamento instável por parte da Coreia do Norte, a chance do início de uma guerra entre o país e a vizinha Coreia do Sul é remota. As duas nações entraram em um confronto armado, quando a Coreia do Norte atacou uma ilha da nação sul coreana, abrindo fogo com pelo menos 200 peças de artilharia pelo período de uma hora. O ataque resultou em um militar morto e diversos soldados e residentes feridos pelo lado sul coreano, conforme informações divulgadas pela mídia.

O ataque ocorre às vésperas de uma visita de um embaixador norte-americano à Coreia do Norte, sob rumores de que o país estaria enriquecendo urânio, fato que configuraria um possível segundo passo para a construção de bomba atômica. Assim, o analista Flemming J. Nielsen, do Danske, acredita que esta ação foi uma tentativa de forçar os Estados Unidos e a comunidade internacional a voltarem à mesa de negociação, onde a Coreia do Norte espera chegar a uma pacote de ajuda internacional em troca de “vagas promessas” de conter seu programa nuclear.

Ataque é sinal de instabilidade
O analista acredita que o ataque ocorrido nesta manhã é um sinal de instabilidade política e econômica norte coreana. O status quo não parece, para ele, ser uma opção avaliada para a nação, de tal forma que a China  provavelmente aumentará as tentativas de influência no desenvolvimento do país, interferindo na transição da liderança norte-coreana.

PUBLICIDADE

O comportamento imprevisível da Coreia do Norte pode, de alguma forma, irritar a liderança chinesa, passando a considerar a perda de reputação e credibilidade da aliança com o país superior aos benefícios.

A questão que parece se levantar é: Essa influência será capaz de remodelar a liderança norte-coreana ou será um fracasso para o regime e para a economia?

Impacto nos mercados
O incidente contribui negativamente no mercado financeiro, com perdas no mercado acionário e o dólar fortalecido. As moedas asiáticas se desvalorizaram, porém o impacto é moderado até o momento. Não houve maior influência na moeda sul-coreana, porém o analista ressalta que a tendência é de fortalecimento frente ao dólar durante o próximo ano. 

Assim, analisando o ataque entre as Coreias, Nielsen vê impacto limitado nos mercados como um todo.