Pedidos de impeachment

Cunha volta a despachar pedido de impeachment terça: “isso é fila de táxi, sai um, entra outro”

Presidente da Câmara informou que mais dois pedidos chegaram à Mesa da Câmara na quarta-feira, antes da sessão do Tribunal de Contas da União (TCU) que recomendou a rejeição das contas de 2014 do governo federal

Aprenda a investir na bolsa

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse hoje (8) que só dará novo despacho aos pedidos de impeachment que tramitam na Casa na próxima terça-feira (13). Ontem (7), Cunha arquivou mais um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O pedido havia sido apresentado pelo deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).

Cunha informou que mais dois pedidos chegaram à Mesa da Câmara na quarta-feira, antes da sessão do Tribunal de Contas da União (TCU) que recomendou a rejeição das contas de 2014 do governo federal. “Teve dois novos pedidos que entraram antes da decisão do TCU. Talvez só na terça eu despache os pedidos que já estão na Mesa.”

“Cada hora que você despacha um, aparece outro. Isso é fila de táxi, sai um, entra outro”, brincou o deputado.

Aprenda a investir na bolsa

Ele explicou que rejeitou a solicitação de Bolsonaro porque não atendia aos requisitos técnicos exigidos por lei para abertura de processo. Com essa decisão, já são três os pedidos rejeitados desde a semana passada. Ainda restam sete pedidos para análise de Eduardo Cunha.

Quanto custariam suas ações em dólar? Deixa seu email e descubra: