Nova CPI

Cunha faz 1ª ofensiva clara contra governo do ano e autoriza criação da CPI do Carf

Os líderes partidários deverão apresentar as indicações dos 27 integrantes do colegiado

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Câmara dos Deputados criou nesta quinta-feira (4) a CPI do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Federais) para investigar denúncias de fraudes e a venda de sentenças pelo Conselho.

A venda de sentenças já é alvo de investigações da Operação Zelotes desde março do ano passado. O ato de criação da CPI foi assinado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e lido em plenário.

Os líderes partidários deverão apresentar as indicações dos 27 integrantes do colegiado. A criação da CPI do Carf é a primeira ofensiva de forma clara de Cunha contra o governo neste ano. 

Aprenda a investir na bolsa

Conforme informa o jornal O Estado de S. Paulo, o  autor do requerimento de criação da CPI, João Carlos Bacelar (PR-BA), deve ser o relator da comissão. Segundo Bacelar, a prioridade é o sistema financeiro e automotivo. 

De acordo com investigações da Zelotes, MPs teriam sido editadas durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva para favorecer montadoras de veículos. Entre principais estratégias da oposição este ano está a criação de CPIs com potencial de desgastar o PT e a presidente Dilma Rousseff. Hoje, a Política Federal afirmou à Justiça que investiga eventual participação de Lula e outros agentes públicos no suposto esquema de compra de MPs investigado pela Zelotes. 

Leia também:

Carteira InfoMoney bateu Ibovespa em 8 pontos em janeiro; você já baixou?

Analista-chefe da XP diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa