Política

Cunha critica “luta insana” de Dilma e diz: “o PT pedindo fora Cunha só me honra”

Para o presidente da Câmara, mesmo que o PT consiga fazer acordos para se garantir no poder, no dia seguinte teria que fazer novos arranjos para conseguir governar

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), vem reiterando as críticas às negociações de cargos que vêm sendo feita nos bastidores pelo PT desde a saída do PMDB na base aliada. Hoje, Cunha voltou a atacar o partido. “O governo está fazendo uma luta insana para tentar fazer cooptação” com parlamentares para tentar conseguir votos suficientes para barrar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Cunha disse que o PT tem procurado parlamentares dizendo que eles não precisam aparecer no dia da votação do impeachment, evitando uma posição impopular na mídia.

O presidente da Câmara também criticou os atos contrários ao pedido de impeachment da última quinta-feira (31), que classificou como “manifestação mortadela”. “O PT pedindo fora Cunha só me honra”, provocou o peemedebista.  

Ele acredita que mesmo que o governo consiga fazer acordos, no dia seguinte terá que fazer novos arranjos para conseguir governabilidade. “Se por acaso o governo conseguir evitar a abertura do processo de impeachment, ele vai ter que governar no outro dia, e não vai governar com esse número”, disse Cunha nesta manhã, em Brasília, a repórteres. 

Aprenda a investir na bolsa