CPI dos Sanguessugas: STF autorizou a abertura de inquérito de mais 27 nomes

Nova lista de deputados e senadores, que estão sob investigação do Ministério Público Federal, já ultrapassa 80 nomes

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Supremo Tribunal Federal autorizou a abertura de inquérito de mais 27 parlamentares supostamente envolvidos no esquema de compra superfaturada de ambulâncias, com recursos do Orçamento Geral da União.

Todos os nomes foram enviados a pedido do presidente da CPI dos Sanguessugas, o deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ). A soma total da lista já ultrapassa 80 nomes de deputados e senadores que estão sob investigação do Ministério Público Federal, sendo que 70 deles já estão com pedidos de abertura de processo de cassação na Câmara e no Senado.

Vale lembrar que três parlamentares desta nova lista haviam sido inocentados pelo relatório parcial da CPI, são eles: Helenildo Ribeiro (PSDB-AL), Feu Rosa (PP-ES) e Gilberto Nascimento (PMDB-SP).

Nova Lista

Aprenda a investir na bolsa

Veja abaixo os novos nomes da lista:
Adelor Vieira (PMDB-SC); Agnaldo Muniz (PP-RO); Almerinda de Carvalho (PMDB-RJ); Benjamin Maranhão (PMDB-PB); Carlos Dunga (PTB-PB); Carlos Náder (PL-RJ); Celcita Pinheiro (PFL-MT); César Bandeira (PFL-MA); Coronel Alves (PL-AP); Érico Ribeiro (PP-RS); Feu Rosa (PP-ES); Gilberto Nascimento (PMDB-SP); Helenildo Ribeiro (PSDB-AL); Heleno Silva (PL-SE); Ildeu Araújo (PP-SP); João Grandão (PT-MS); João Magalhães (PT-MS); Jonival Lucas Júnior (PTB-BA); Jorge Pinheiro (PL-DF); Josué Bengston (PTB-PA); Magno Malta (PL-ES); Marcondes Gadelha (PSB-PB); Marcos de Jesus (PFL-PE); Paulo Gouvêa (PL-RS); Ricardo Rique (PL-PB); Robério Nunes (PFL-BA); Wellington Roberto (PL-PB).