CPI da Petrobras: oposição vai obstruir votações após ficar sem presidência

Líder do DEM, José Agripino, considera ruim passar "a ideia para a sociedade" de que a comissão tem um lado só

SÃO PAULO – O senador José Agripino (DEM-RN), líder do partido Democratas, afirmou nesta terça-feira (26) que a oposição vai obstruir as votações da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras no Senado Federal. A atitude será tomada em protesto pela decisão do governo de não ceder a presidência da Comissão a um parlamentar oposicionista.

De acordo com Agripino, a decisão dos governistas foi comunicada a ele nesta tarde pelo líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL). “Se eles têm número na CPI para eleger o presidente e o relator, nós temos número para votar o que é do nosso interesse e nosso interesse agora é derrubar o Fundo Soberano”, declarou Agripino, que considera “muito ruim” começar uma investigação na CPI “passando para a sociedade” a imagem DE que esta será uma comissão formada por um único lado.

“Manteremos na CPI uma postura equilibrada, altiva e serena. A Petrobras é uma caixa preta que vamos abrir e passar a limpo. Se as evidências dos fatos forem muito fortes, são os fatos que vão sobressair e não quem tem maioria ou minoria”, disse o senador.

PUBLICIDADE

Até o momento, apenas o senador Jefferson Praia (PDT-AM) foi indicado para compor a CPI que investigará a petrolífera.