MELHORES DA BOLSA 2020 AO VIVO Do Zero ao Topo: CEOs de Totvs, Stefanini e Locaweb discutem o papel do setor de tecnologia no mercado brasileiro

Do Zero ao Topo: CEOs de Totvs, Stefanini e Locaweb discutem o papel do setor de tecnologia no mercado brasileiro

Segundo Veja e G1

Coutinho é solução temporária no Conselho da Petrobras; Murilo Ferreira deve substituí-lo

Mudança deve ocorrer em abril, sendo que o nome mais cotado é o do presidente da Vale

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A escolha do presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômica e Social), Luciano Coutinho, para presidir o Conselho de Administração da Petrobras (PETR3;PETR4), é temporária, segundo a Veja e o G1.

A escolha por Coutinho na noite da última quinta-feira (26) é para apenas um “mandato tampão”, de acordo com informações da coluna Radar Online da Veja e deve apenas evitar que houvesse vacância no cargo, uma vez que o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, renunciou ao cargo ontem.

E, para substituí-lo em abril, o nome mais cotado é o do presidente da Vale (VALE3;VALE5), Murilo Ferreira. E o tão aguardado balanço da Petrobras, com os desvios do escândalo de corrupção revelados pela Operação Lava Jato, deve ser apresentado ao conselho durante o período de Coutinho na presidência.

Aprenda a investir na bolsa

“A escolha de Murilo Ferreira, que já é presidente da Vale, demonstra a dificuldade de Dilma para encontrar nomes no mercado que aceitem a indicação para a cúpula da Petrobras”, destaca a colunista Cristiana Lôbo, do G1.