Cotação do petróleo sobe após resolução permitindo intervenção militar na Líbia

Em Nova York, commodity sobe mais de 1,00% e aproxima-se dos US$ 103 por barril; expectativa é de que a violência aumente no país

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A cotação do petróleo nos mercados internacionais segue em alta nesta sexta-feira (18), após o Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) ter aprovado na véspera resolução permitindo uma intervenção militar na Líbia.

Em Londres, o barril do tipo Brent é cotado a US$ 115,96, alta de 0,92%, enquanto em Nova York o barril do tipo WTI segue trajetória semelhante e tem alta de 1,36%, cotado a US$ 102,80.

Tensão na região
Na última quinta-feira, o Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução permitindo que “todas as medidas necessárias sejam tomadas para proteger os civis na Líbia”. Desta forma, foi dado sinal verde para a intervenção militar internacional no país africano.

Aprenda a investir na bolsa

A expectativa é de que o ataque possa causar uma escalada da violência na Líbia, o que poderia deixar paralisada por ainda mais tempo as exportações de petróleo daquele país. Ademais, ainda no contexto das tensões políticas no norte da África e Oriente Médio, a situação no Bahrein, outra nação exportadora de petróleo, também chama a atenção.

Já na Arábia Saudita, maior produtor mundial da commodity energética e onde a oposição também organizava protestos, o rei Abdullah discursou nesta sexta-feira prometendo aumento do salário mínimo, repasse de dinheiro para a população e avanço contra corrupção.