Segundo Folha

Contra cassação, Dilma e Temer alegarão ao TSE que acusações do PSDB são temerárias

Quanto ao pedido tucano de anexar à ação documentos encaminhados pelo juiz Sergio Moro, referentes à operação Lava Jato, a ideia é argumentar que se trata de questão de cunho penal, não eleitoral

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Embora mantenham uma relação de maior afastamento desde as pazes após o enfrentamento durante o reaquecimento da discussão do impeachment, a presidente Dilma Rousseff e o vice Michel Temer deverão apresentar a mesma linha de defesa para as acusações do PSDB frente ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), processo que pode levar até à cassação da chapa por supostas irregularidades cometidas durante a campanha eleitoral de 2015. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Conforme conta reportagem do jornal paulista, a dupla alegará que as acusações dos opositores são temerárias e não podem ser admitidas pelas autoridades jurídicas. Ontem, Temer teria apresentado ao TSE sua tese de defesa, elaborada pelo jurídico do PMDB, em diálogo com a própria defesa da petista.

Quanto ao pedido tucano de anexar à ação documentos encaminhados pelo juiz Sergio Moro, referentes à operação Lava Jato, a ideia é argumentar que se trata de questão de cunho penal, não eleitoral, o que não condiz com os outros termos em análise. O processo está sob segredo de justiça e foi reaberto no final do ano passado pelos ministros da corte.

Leia também:

InfoMoney atualiza Carteira para fevereiro; confira

Analista-chefe da XP diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

Aprenda a investir na bolsa