Após Caso Santander

Consultoria: Dilma é poste que virou porrete e reeleição mantém mediocridade

Rosenberg Associados ainda ressalta favoritismo de Dilma e diz que ela "está plantada numa sólida diferença para os demais que, se não é confortável, é desencorajante"

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Se o mercado estava temeroso com as análises que especialistas iriam apresentar após o caso do Santander – onde analistas foram demitidos após dizerem que o mercado iria piorar caso Dilma subisse nas pesquisas -, a Rosenberg Associados parece não ter se intimidado e criticou o atual cenário político e econômico do País, destacando que a vitória da petista nas eleições parece muito próxima.

Só muita torcida contra pode impedir uma pessoa racional de perceber como Dilma é favorita”, disseram a economista-chefe Thaís Zara, os economistas Rafael Bistafa, Leonardo França e o estagiário Eduardo Bueno. A equipe também criticou o atual cenário, dizendo que “visto de hoje, o cenário mais provável é a continuidade da mediocridade, do descompromisso com a Lógica, do mau humor prepotente do poste que se transformou em porrete contra o senso comum”.

A dois meses do pleito, ela [Dilma] está plantada numa sólida diferença para os demais que, se não é confortável, é desencorajante, pois se é verdade que o tempo gratuito na televisão que está por começar pode embaralhar as cartas, ela vai dispor de muito mais tempo que os outros para “alertar” a classe baixa de que a elite está tentando anular suas conquistas e trazer de volta um passado de dificuldades”, completam os economistas.

Aprenda a investir na bolsa

A consultoria também falou sobre o cenário de provável reeleição de Geraldo Alckmin ao governo em São Paulo. “Muito profunda a admiração do povo pelo seu governador discreto, muito enraizada a rejeição ao petismo para este quadro se alterar”, disseram os economistas. “Emocionante será a disputa do Senado, onde a rejeição visceral a Serra equilibra a luta contra o surpreendente Suplicy e o politécnico Kassab”, completam.

O relatório ainda fala sobre as denúncias feitas pela ex-contadora do doleiro Alberto Youssef na Revista Veja, dizendo que “mudam os práticos no Poder, mas não suas práticas”. Além dos comentários, os economistas ainda fazem uma análise bem pessimista da indústria automobilística brasileira, que tem batido recorde negativo de vendas.