Conselho analisa relatório contra Renan Calheiros na próxima quarta-feira

Segunda representação trata sobre a denúncia de que o senador teria favorecido a cervejaria Schincariol

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Conselho de Ética do Senado irá analisar na próxima quarta-feira (19) o relatório do senador João Pedro sobre a denúncia de que o presidente da Casa, Renan Calheiros, teria favorecido a Schincariol depois que a empresa comprou uma fábrica superfaturada de seu irmão.

Esta é a primeira representação das três que ainda faltam contra o senador após sua absolvição em plenário na última semana. O texto de João Pedro deve indicar ao Conselho se pede ou não a cassação. Em seguida, o documento deve ser aprovado ou reprovado para seguir a uma nova apreciação, no plenário da Casa.

Votação deve ser aberta

Segundo o presidente do Conselho de Ética, Leomar Quintanilha, se o relatório recomendar a perda do mandato, a votação desta representação será, a princípio, fechada.

Aprenda a investir na bolsa

No entanto, na primeira representação contra Renan, que investigou se o senador teve contas pessoais pagas por uma empreiteira, os integrantes do Conselho decidiram que a votação seria aberta, sinalizando que os membros devem tomar a mesma atitude com o segundo processo.

Ainda sem relator

Quintanilha também esclareceu que a terceira representação contra Calheiros, que investiga se o senador teria usado laranjas para comprar veículos de comunicação em Alagoas, ainda não possui um relator.

O presidente do Conselho disse que este relator só será escolhido depois da conclusão do segundo processo, e que não precisa ser necessariamente um parlamentar da base do governo.