Política

Confirmado: Dilma fará pessoalmente sua defesa contra o impeachment no Senado

A assessoria da presidente afastada confirmou a informação, mas ainda não há uma data certa para ela falar no plenário da Casa

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após alguns rumores na semana passada, a assessoria da presidente afastada Dilma Rousseff confirmou nesta quarta-feira (17) que ela irá pessoalmente ao Senado na próxima semana para fazer sua defesa no processo de impeachment. O julgamento final está marcado para começar na quinta-feira (25). A informação foi confirmada pelo G1 e pela Folha de S. Paulo.

Nesta quarta, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que o julgamento poderá se estender por até quatro dias, sendo assim, ainda não há uma data definida para Dilma falar no plenário. A ideia é que ela responda a eventuais questionamentos que forem formulados pelo presidente do STf (Supremo Tribunal Federal), ministro Ricardo Lewandowski, pelos senadores, pela acusação ou pela defesa.

Apesar da expectativa da duração de quatro dias, Renan sinalizou, seguindo os passos de Lewandowski, que o julgamento deverá ser interrompido na sexta-feira à noite (26) e retomado somente na segunda-feira seguinte, evitando sessões durante o final de semana como ocorreu na Câmara dos Deputados em abril.

Aprenda a investir na bolsa

Renan se reuniu na manhã desta quarta com o presidente do STF e com os líderes partidários do Senado para discutir e definir o cronograma do julgamento e procedimentos que terão de ser seguidos pelos senadores, pela acusação e pela defesa.