Confiança do brasileiro em serviços bancários cai pela segunda vez seguida

De acordo com levantamento, a avaliação de confiança nos bancos passou de 58% em 2010 para 57% este ano

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A confiança dos brasileiros nos serviços bancários diminuiu um ponto percentual entre 2010 e 2011, segundo revela o Índice de Confiança Social, medido pelo Ibope Inteligência, divulgado na última segunda-feira (3).

De acordo com o levantamento, a avaliação de confiança nos bancos passou de 58% em 2010 para 57% este ano. No primeiro ano do levantamento, em 2009, a confiança havia atingido 61%.

Considerando o índice deste ano, o número é dez pontos percentuais menor do que o apurado em Porto Rico, por exemplo. Contudo, é um ponto maior do que o verificado na Argentina.

Aprenda a investir na bolsa

Em comparação com o índice de confiança nos serviços bancários do Chile (48%), por sua vez, o Brasil está nove pontos percentuais à frente.

Confiança social
Medido pelo Ibope Inteligência, o Índice de Confiança Social tem o objetivo de acompanhar, como um termômetro, as oscilações na relação de confiança da população com as instituições e também com as pessoas de seu convívio social.

Neste ano, ele alcançou no Brasil a média de 58%, dois pontos percentuais a menos que o apurado no ano passado. As maiores altas se deram na confiança das Forças Armadas e na polícia, que variou três pontos percentuais, de 69% para 72% e 52% para 55%, respectivamente.

Houve aumento também no Corpo de Bombeiros, de 85% para 86%. A confiança na presidente, por outro lado, apresentou a queda mais acentuada, de nove pontos percentuais, ao sair de 69% para 60%. Em seguida, vem o governo federal, que apresentou queda de sete pontos percentuais, de 59% em 2010 para 52% este ano.

Já a confiança no sistema público de saúde recuou seis pontos, passando de 47% para 41%.