Comissão do Senado quer combater alta taxa de juro praticada no Brasil

Como foco inicial das avaliações, senadores deverão pesar nível de spread bancário e sugerir novas alternativas para a economia

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Comissão do Senado, formada na última terça-feira (3) pelo atual presidente da Casa, José Sarney (PMDB), terá como primeiro objetivo o combate à alta taxa de juro praticada no Brasil.

O grupo foi formado para acompanhar o andamento da crise internacional, apresentar propostas e avaliar as medidas que serão adotadas pelo governo para evitar o aumento do desemprego e a desaceleração da economia.

Logo no início, a comissão deverá ter como foco o combate ao “spread” (diferença entre o valor cobrado e aquele pago por empréstimos) bancário, que atinge níveis expressivamente altos.

Comissão

Aprenda a investir na bolsa

Fazem parte do grupo o senador Francisco Dornelles (PP) como presidente, além de Tasso Jereissati (PSDB), Marco Maciel (DEM), Pedro Simon (PMDN) e Aloizio Mercadante, líder do PT.

“A taxa referencial de juros uma das mais elevadas do mundo, os spreads bancários também recordistas, e a enorme burocracia existente na máquina estatal têm dificultado o sucesso das decisões governamentais”, disse Dornelles.