Comissão de Mudanças Climáticas discute regulação do mercado de carbono

Mercado fixa cotas para gases de efeito estufa; quem emite menos ganha créditos e pode vender para quem ultrapassa a meta

Agência Câmara

Deputados discutem e votam propostas no plenário da Câmara em 3 de maio de 2022 (Foto: Paulo Sergio/Câmara dos Deputados)

Publicidade

A Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas do Congresso Nacional debate nesta terça-feira (28) a importância do mercado de carbono regulado como estratégia para neutralizar a emissão de gases do efeito estufa.

O mercado de carbono é um instrumento de precificação para ajudar os países a cumprir as suas metas de redução de emissões.

Cada país pode criar mercados voluntários, de adesão espontânea, ou mercados regulados – nos quais as empresas de um setor da economia acima de um certo limiar de emissões são obrigadas reduzir gradativamente as suas emissões, com metas definidas.

Continua depois da publicidade

De acordo com o Banco Mundial, já existem 70 iniciativas de precificação de carbono em todo o mundo, que abrangem 23,2% das emissões globais de gases de efeito estufa.

A audiência será realizada a partir das 10 horas, no plenário 2 da ala Nilo Coelho no Senado.

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.