Comércio eletrônico supera os 32 milhões de usuários em outubro, aponta Ibope

Em outubro, os sites de e-commerce tiveram 69,2% dos usuários ativos do mês. Calçados foram os mais procurados

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os sites de comércio eletrônico atingiram 32,305 milhões de usuários em outubro, 4,57% a mais que em setembro, que teve 30,892 milhões de usuários. No mês passado, os sites de e-commerce tiveram 69,2% do total de usuários ativos do mês.

Entre as subcategorias do comércio eletrônico, o destaque em número de usuários foi das Lojas de Varejo, que atingiram 27,455 milhões de internautas, crescimento de 6,06%, se comparado ao mês anterior, quando 25,886 milhões de pessoas acessaram estes sites. Os dados são do levantamento realizado pelo Ibope Nielsen e divulgado nesta segunda-feira (28).

Os Leilões e Classificados aparecem na sequência, com 19,624 milhões de usuários, contra 18,922 milhões registrados em setembro.

Aprenda a investir na bolsa

Em seguida, aparecem os sites de Cupons/Recompensas e os de Compradores/Shoppings/Guias, com 18,594 milhões e 17,175 milhões de internautas, respectivamente. O crescimento destas subcategorias, se comparado ao resultado de setembro, foi de 4,77% e 6,01%, nesta ordem.

Por fim, aparecem os sites Gratuitos/Promocionais, com 814 mil usuários em outubro, contra 461 mil em setembro.

Produtos mais procurados
Segundo o levantamento, os sites de lojas de calçados, roupas e outros acessórios de moda estiveram entre os principais responsáveis pelo aumento da navegação no comércio eletrônico em outubro. No mês de setembro, 8,2 milhões de pessoas navegaram nas maiores lojas on-line de calçados, enquanto, em outubro, esse número subiu para 10,5 milhões.

No levantamento, também foi detectado que as lojas eletrônicas de calçados também estão entre as que mais anunciam na internet. Dos dez maiores anunciantes em quantidade de banners veiculados em outubro de 2011, três eram varejistas do segmento de calçados.

Juntos, os três maiores anunciantes on-line do setor de calçados foram responsáveis por mais de 1.300 diferentes banners publicitários no mês.