Com políticas expansionistas, China deve crescer 9% em 2009, revela estudo

Segundo economista sênior, existe uma probabilidade de pelo menos 70% de que a projeção se concretize

SÃO PAULO – De acordo com estudo publicado pela Academia Chinesa de Ciências Sociais nesta quarta-feira (3), a economia chinesa poderá crescer 9% no próximo ano, mesmo diante das dificuldades impostas pela crise internacional.

Segundo o economista sênior da Academia, Wang Tongshan, existe uma probabilidade de pelo menos 70% de que a projeção se concretize. Porém, tal crescimento deverá ser subsidiado por medidas de cunho expansionistas por parte do governo chinês, salienta o economista.

Em seu último relatório, o Banco Mundial estimou um crescimento de 7,5% para economia chinesa em 2009, o menor ritmo em 18 anos, devido à queda do nível das exportações, variante primordial para o desempenho econômico da região.

Seguindo o protocolo

PUBLICIDADE

Vale lembrar que o governo chinês já anunciou um pacote de estímulos à economia no valor de US$ 586 milhões no começo de novembro e já reduziu por quatro vezes sua taxa básica de juro, atualmente em 5,58% ao ano.