Efeito Datafolha

Com nova alta, Petrobras, BB e Eletrobras já ganharam R$ 69 bi no rali eleitoral

Destaque no período fica com a Eletrobras, que já avançou 51% no período; Petrobras sozinha já ganhou R$ 48,5 bilhões de valor de mercado

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em mais uma sessão de forte alta da Bolsa, novamente as estatais foram destaque, com ganhos de até 6,6% de Petrobras (PETR3; PETR4), Eletrobras (ELET3; ELET6) e Banco do Brasil (BBAS3). Pela terceira vez essas companhais foram impulsionadas por uma pesquisa eleitoral, dessa vez a feita pelo Datafolha e publicada no sábado, indicando que a presidente Dilma Rousseff viu sua diferença diminuir ante seus principais adversários.

Desde o dia 17 de março, quando teve início o rali dessas ações, os ganhos dos papéis PETR3 atingem 30,99%, e agora são cotados a R$ 15,85, enquanto os ativos preferenciais já subiram 28,79%, para R$ 16,46. Essa valorização representa ganhos R$ 48,524 bilhões em valor de mercado para a companhia no período, sendo R$ 27,909 bilhões por parte das ordinárias e R$ 20,615 bilhões vindo das preferenciais.

Neste mesmo período, os ativos ordinários da Eletrobras já se valorizaram 51,33%, e são cotados a R$ 7,40, enquanto as ações preferenciais têm alta de 32,38%, para R$ 11,98. com isso, a companhia elétrica registrou um aumento de R$ 3,506 bilhões em valor. Fechando o grupo, o Banco do Brasil avançou 32,17%, e agora é cotado a R$ 24,90, ganho de R$ 17,364 bilhões de valor de mercado.

Aprenda a investir na bolsa

Com a queda de Dilma nas pesquisas, o mercado se mostra com menor aversão ao risco ao investir em estatais com a possibilidade de menores intervenções do governo nessas companhias. Além de uma possível derrota de Dilma nas eleições, o mercado também trabalha com a possibilidade de a presidente realizar mudanças em suas políticas ainda antes das eleições como forma de voltar a crescer nas pesquisas, o que poderia trazer benefícios para essas empresas.

O rali dessas companhias teve início no dia 17 de março, quando surgiram notícias de que seria publicada uma pesquisa Ibope indicando que Dilma estaria perdendo espaço na intenção de voto dos eleitores. Após dois dias de fortes ganhos, a pesquisa não cumpriu as expectativas e mostrou que a atual presidente seria reeleita ainda no primeiro turno. Mesmo assim, as ações continuaram em alta.

No último dia 27, outra pesquisa do mesmo instituto mostrou que a popularidade de Dilma caiu, e mesmo sem indicar intenções de voto, voltou a animar o mercado, levando as estatais a dispararem mais uma vez. Já neste último sábado, a pesquisa Datafolha mostrou uma queda de 6 pontos-base nas intenções de voto de Dilma, que caiu de 44% para 38%.

AçãoCotação
17 de março
(em R$) 
Cotação
07 de abril
(em R$) 
ValorizaçãoGanho em valor
de mercado
(em R$ milhões) 
PETR312,1015,8530,99%27.909
PETR412,7816,4628,79%20.615
ELET34,897,4051,33%2.728
ELET69,0511,9832,38%778.1
BBAS318,8424,9032,17%17.364
TOTAL69.395