Expresso Político

Com Henrique Meirelles pré-candidato, MDB mantém um pé em cada canoa nas eleições

Ainda é cedo para saber se o sonho do ex-ministro da Fazenda morrerá na praia ou prosperará, mas partido deve adotar "jogo duplo" neste momento

SÃO PAULO – O presidente Michel Temer anunciou que não disputará a reeleição em outubro deste ano e lançou Henrique Meirelles como pré-candidato à presidência pelo MDB. Ainda é cedo para saber se a possível candidatura do ex-ministro morrerá na praia ou sobreviverá no vácuo aberto no campo da centro-direita. De qualquer forma, o sonho de Meirelles pode não enfrentar tantas resistências na legenda, uma vez que o economista não precisará disputar recursos do fundo partidário com parlamentares e governadores e negociações paralelas não estão suspensas. Com a pré-candidatura do ex-ministro, caciques emedebistas devem fazer uso de suas habilidades naturais, equilibrando-se com um pé em cada canoa: de um lado, a possibilidade de uma candidatura própria sem custos para o partido; de outro, a construção de uma aliança de centro-direita ancorada em uma figura de outro partido. Em paralelo, a sigla deverá perseguir o principal objetivo estabelecido para essas eleições. Este é o tema do quinto vídeo do Expresso Político, um espaço de análises semanais rápidas, produzidas em vídeo pelo InfoMoney. Confira:

Quer saber mais sobre o cenário político e como se aproveitar dele? Conheça o Mapa Político