Pés no chão

Com direito a protesto, Alckmin vota em SP e adota discurso da humildade

O candidato à reeleição disse que vai aguardar a apuração dos votos com serenidade e agradeceu a receptividade da população durante sua campanha.

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Mesmo com as pesquisas apontando sua vitória no primeiro turno, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) preferiu adotar um discurso humilde e evitou falar sobre uma possível vitória no primeiro turno. 

Acompanhado da primeira-dama, Lu Alckmin, e de alguns correligionários, como José Serra, o tucano aproveitou para agradecer a receptividade da população durante sua campanha e afirmou que aguardará a apração dos votos com “humildade e serenidade”.

Durante a coletiva de imprensa, o candidato à reeleição disse estar confiante na vitória de Serra na disputa pelo Senado e na ida de Aécio Neves para o segundo turno da corrida presidencial.

Aprenda a investir na bolsa

Ao chegar no local de votação, Alckmin foi vítima de um pequeno protesto contra sua gestão. “Estamos cansados, governador. Estamos tomando tiro de graça. Chega! O cidadão não aguenta mais”, gritou um rapaz, completando que o PT e o PSDB estão acabando com as pessoas.